5ª Jornadinha Nacional de Literatura PDF Imprimir

Gato Gali-Leu

"Arte e tecnologia: novas interfaces"

26 a 30 de outubro de 2009
Das 9h às 12h e das 14h às 17h30min
Circo da Cultura - Campus I da UPF

Em agosto de 1999, ano em que se realizava a 8ª Jornada Nacional de Literatura, a comissão organizadora das Jornadas se deparou com uma situação inusitada: uma invasão de jovens no evento. Era o prenúncio de que algo deveria ser feito a favor dessas crianças, pré-adolescentes e adolescentes.

Dessa forma, em 2001, ano de comemoração dos vinte anos das Jornadas, acontecia simultaneamente, no Circo da Cultura, a 1ª Jornadinha Nacional de Literatura, direcionada ao público infanto-juvenil.

A experiência acumulada nesses anos com as Jornadas e a metodologia utilizada desde o início, com a Pré-Jornada - leitura antecipada das obras dos escritores que se fazem presentes na Jornada - foram transpostas para a Jornadinha.

A cada Jornadinha, em bandos coloridos, as crianças e os adolescentes chegam bem cedo, pela manhã, ao Circo da Cultura. O seu entusiasmo se percebe nas fisionomias, que expressam alegria e espanto ao entrarem na enorme lona do Circo, com capacidade para abrigar mais de quatro mil pessoas. O espetáculo das letras inicia com o show de abertura e, na sequência, o apresentador oficial da Jornadinha, o gato Gali-Leu, interage com o público e chama os escritores e artistas para subirem ao palco. Durante toda a manhã, alternam-se momentos de silêncio total, quando as crianças escutam a fala dos escritores, com momentos de euforia, quando, por exemplo, todos cantam juntos a música de algum cantor ou grupo que está se apresentando. No período da tarde, os alunos são distribuídos em quatro lonas coloridas, nas quais podem conversar com os escritores. Todos os escritores, em sistema de rodízio, participam da conversa com os alunos nas quatro lonas. A proximidade do escritor com o público, em grupos menores, permite um debate profícuo, criando possibilidades para os leitores fazerem suas perguntas ou mesmo comentários sobre as obras lidas.

A Jornadinha ocorre durante quatro dias, período no qual são envolvidos estudantes de escolas públicas e particulares. Os alunos de 1º a 4º anos do ensino fundamental participam nos dois primeiros dias, os alunos de 5ª a 8ª, no terceiro dia e os alunos de ensino médio, no último dia. No intervalo do meio-dia, crianças e adolescentes frequentam a praça de alimentação, visitam exposições, participam de oficinas, assistem a espetáculos artísticos, realizam atividades com computadores ou visitam estandes de livrarias na Feira do Livro. No final da tarde, todos têm a oportunidade de buscar um autógrafo do(s) seu(s) escritor(es) predileto(s).

Nas quatro edições da Jornadinha já realizadas, passaram pelo Circo da Cultura, aproximadamente, 55.000 crianças, pré-adolescentes e adolescentes de diferentes municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

O efeito da Jornadinha Nacional de Literatura de Passo Fundo pode ser visualizado, também, em festas literárias nacionais e internacionais, bienais do livro, feiras e seminários, inspirando a realização de ações paralelas a esses eventos com o público infantil e juvenil.

O mais importante é que esse público, em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, é preparado antecipadamente, lendo as obras dos autores com quem irão dialogar, debatendo seus conteúdos, seus recursos estilísticos, suas ilustrações, realizando trabalhos em diferentes linguagens sobre as leituras realizadas, num verdadeiro processo de vinculação entre educação, cultura e tecnologia.